quinta-feira, 29 de julho de 2010

Apenas Seguindo

Tenho demorado-me a dar notícias, simplismente porque não há notícias a dar.
Desde terça-feira passada venho sofendo com uma gripe ferrada mesmo, que eu nunca tinha pego na vida. Dores no corpo, dor de cabeça, muita tosse. Nem sei como consegui trabalhar.
Eu que tinha planejado após a demissão ir viajar para o sítio (ou melhor, me esconder lá por uns tempos e ficar na santa paz do Senhor) não pude, por conta do estágio que eu arrumei. E o que acontece? Minha mãe vai com minha tia e meus avós, e eu mais uma vez fico aqui, remoendo aquele velho sentimento que tudo pra mim é injusto, que eu nunca consigo fazer as coisas que eu quero.
Daí eu paro e penso: Mais como eu sou egoísta! Sim, eu sou muito egoísta.
Então, passei o fds remoendo tudo isso, e pra ajudar, ainda estava num péssimo ânimo, ansiosa pra caramba e na segunda até cheguei a chorar a manhã inteira por motívo nenhum.
Sabe, estava pensando muito ultimamente, em qual o sentindo disso tudo, ai, sei lá, qual o sentindo de ficar trabalhando feito uma louca, estudar até não poder mais, fazer as coisas obrigadas.. pra que sabe? Fiquei matutando essa e tratei de parar, ou logo vou ter que tomar remédios também por ansiedade..

Resumo da ópera é o seguinte: por conta da gripe, não fiz NADA de exercício desde semana passada, mais em compensação deixei de ter velhas compusões idiotas e consequentemente de miar. Hoje se eu mio umas duas vezes no dia pra mim já é muito (mais sempre que mio é coisa pequena, não chego a comer uma pratada pra miar), o que pra mim significa e muito. Aos poucos estou mesmo conseguindo parar com isso, e vi como é bom se libertar desse vicío nojento, de poder dormir tranquila, sem antes ter se acabado de vomitar.
Ailás, nem ando conseguindo comer direito, ontem fiquei espantada comigo mesma, por ter comido no almoço 3 flores, de couve-flor sabe, e uma colher de carne moída com batatas e ter me estufado.

Outra coisa que sempre quero comentar aqui e esqueço, é que estou tomando faz tempo, linhaça moída no meio da comida, e larguei de vez do laxante. Gente, não tinha idéia de como a danada funcionava meeeeesmo, ponho uma colherzinha de chá na comida na hora do almoço e a noite
no meio de outra coisa qualquer, e é uma maravilha, sem contar que ela ajuda (dizem) a emagrecer.

Bom, eu nem sei quanto eu estou pesando, faz meses que não me peso, mais sempre tenho me medido, tanto com a fita, quanto pelo espelho e nas roupas, e sabem, até que ficar nessa ignorância é bom, sei lá, estou meio que conformada com o meu corpo do jeito de que está, sem maiores neuras. Mais hoje vou me pesar sim, ver se não estou louca também né..


Agora os selos:



Regra: indicar 5 amigas e dizer o que te faz chutar o balde: Bom, muitas já foram idicadas, então quem quiser postar.. :)

- Gente mal educada, que não esperava você falar com uma pessoa e quer logo atenção;
- Que mexam nas minhas coisas
- Quando não encontro em alguma loja algo que eu queira;
- Quando eu vejo algo, e quando vou comprar acabou..
- Gente que se intromete na minha vida..

É isso flores!
Beijos

domingo, 11 de julho de 2010

Eu consigo


Nessas últimas semanas a minha vida mudou completamente. Iniciei no novo emprego, e estou adorando.
Estou de férias da faculdade e precisava realmente. O que nos leva a uma conclusão: Mais tempo para fazer o que não deve. E o que seria? Mia.


Passo a manhã inteira sozinha em casa e você podem imaginar o que isso significa. Estava lendo alguns artigos na net sobre a bulimia, e o que mais me chamou a atenção, entre os vários motivos que nos levam a miar, é o fato de sentirmos prazer em não sermos observadas enquanto comemos, como se isso nos fizesse não engordar, para depois podermos nos purgar a vontade.


Há muito já tinha chegado a conclusão de que isso não é vida. Antes quando comecei a miar, miava simplesmente aquilo que na minha cabeça, não estava estipulado na dieta, como um salgado oferecido por alguém por exemplo. Agora não. Estar sozinha, ou sem assunto, na falta do que fazer, ou com dinheiro no bolso, já vira motivo para uma mirabolante miada planejada.


Eu realmente ando com medo. Quero muito parar, ando sentindo umas dorzinhas, e lógico que se deve a isso. O cerco esta se fechando cada vez mais, e cada vez que eu vou miar, fico imaginando meus pais atrás da porta escutando. (tanto é que hoje já consigo miar sem ao menos fazer barulho, ou usar os dedos)

Tinha gastro marcado, mais não é que a bendita da médica resolveu ficar doente e operar? Agora sabe lá quando vai marcar novamente. Mais pensando bem, talvez isso seja um sinal, uma chance divina, de eu ainda poder tentar melhorar até lá, ser forte e buscar ficar bem até lá.


Sabe, no mais faço tudo certinho, tenho caminhado religiosamente de manhã, e a noite agora que estou de férias, não como porcariada etc. O que me sabota é o velho pensamento "já que comeu isso, agora termina de foder com tudo mesmo e depois mia" e é bem por aí.

O último post da Anna Yara me fez pensar muito. Acho que também nunca serei uma pessoa normal. Como ela mesmo disse, nunca vou saber ser convidada pra uma festa sem pensar antes nas comidas que vão haver lá, sem pensar num jeito de quem sabe poder miar, nunca também saberei ir a um restaurante com amigos, namorado, e sair de lá rindo comprando um sorvete de quebra e indo passear..
É estranho, porque ao meus olhos, imediatamente que como algo, parece que já dobro de tamanho, e que meu corpo já absorve todas aquelas calorias. Como que nos outros isso não parece acontecer?
Ah amiga, acontece que seu metabolismo já tá ferrado né, dãã. Então, estamos fadadas a viver eternamente assim?


Não sei, não sei de mais nada. Só sei que quero parar com a Mia, e para isso tenho que parar de me auto-sabotar. Parar de colocar calorias desnecessárias na boca, em momentos infortunos, descontar na comida qualquer que seja o motivo. Antes que seja tarde e irreverssível.


Força a todas!