quinta-feira, 29 de julho de 2010

Apenas Seguindo

Tenho demorado-me a dar notícias, simplismente porque não há notícias a dar.
Desde terça-feira passada venho sofendo com uma gripe ferrada mesmo, que eu nunca tinha pego na vida. Dores no corpo, dor de cabeça, muita tosse. Nem sei como consegui trabalhar.
Eu que tinha planejado após a demissão ir viajar para o sítio (ou melhor, me esconder lá por uns tempos e ficar na santa paz do Senhor) não pude, por conta do estágio que eu arrumei. E o que acontece? Minha mãe vai com minha tia e meus avós, e eu mais uma vez fico aqui, remoendo aquele velho sentimento que tudo pra mim é injusto, que eu nunca consigo fazer as coisas que eu quero.
Daí eu paro e penso: Mais como eu sou egoísta! Sim, eu sou muito egoísta.
Então, passei o fds remoendo tudo isso, e pra ajudar, ainda estava num péssimo ânimo, ansiosa pra caramba e na segunda até cheguei a chorar a manhã inteira por motívo nenhum.
Sabe, estava pensando muito ultimamente, em qual o sentindo disso tudo, ai, sei lá, qual o sentindo de ficar trabalhando feito uma louca, estudar até não poder mais, fazer as coisas obrigadas.. pra que sabe? Fiquei matutando essa e tratei de parar, ou logo vou ter que tomar remédios também por ansiedade..

Resumo da ópera é o seguinte: por conta da gripe, não fiz NADA de exercício desde semana passada, mais em compensação deixei de ter velhas compusões idiotas e consequentemente de miar. Hoje se eu mio umas duas vezes no dia pra mim já é muito (mais sempre que mio é coisa pequena, não chego a comer uma pratada pra miar), o que pra mim significa e muito. Aos poucos estou mesmo conseguindo parar com isso, e vi como é bom se libertar desse vicío nojento, de poder dormir tranquila, sem antes ter se acabado de vomitar.
Ailás, nem ando conseguindo comer direito, ontem fiquei espantada comigo mesma, por ter comido no almoço 3 flores, de couve-flor sabe, e uma colher de carne moída com batatas e ter me estufado.

Outra coisa que sempre quero comentar aqui e esqueço, é que estou tomando faz tempo, linhaça moída no meio da comida, e larguei de vez do laxante. Gente, não tinha idéia de como a danada funcionava meeeeesmo, ponho uma colherzinha de chá na comida na hora do almoço e a noite
no meio de outra coisa qualquer, e é uma maravilha, sem contar que ela ajuda (dizem) a emagrecer.

Bom, eu nem sei quanto eu estou pesando, faz meses que não me peso, mais sempre tenho me medido, tanto com a fita, quanto pelo espelho e nas roupas, e sabem, até que ficar nessa ignorância é bom, sei lá, estou meio que conformada com o meu corpo do jeito de que está, sem maiores neuras. Mais hoje vou me pesar sim, ver se não estou louca também né..


Agora os selos:



Regra: indicar 5 amigas e dizer o que te faz chutar o balde: Bom, muitas já foram idicadas, então quem quiser postar.. :)

- Gente mal educada, que não esperava você falar com uma pessoa e quer logo atenção;
- Que mexam nas minhas coisas
- Quando não encontro em alguma loja algo que eu queira;
- Quando eu vejo algo, e quando vou comprar acabou..
- Gente que se intromete na minha vida..

É isso flores!
Beijos

domingo, 11 de julho de 2010

Eu consigo


Nessas últimas semanas a minha vida mudou completamente. Iniciei no novo emprego, e estou adorando.
Estou de férias da faculdade e precisava realmente. O que nos leva a uma conclusão: Mais tempo para fazer o que não deve. E o que seria? Mia.


Passo a manhã inteira sozinha em casa e você podem imaginar o que isso significa. Estava lendo alguns artigos na net sobre a bulimia, e o que mais me chamou a atenção, entre os vários motivos que nos levam a miar, é o fato de sentirmos prazer em não sermos observadas enquanto comemos, como se isso nos fizesse não engordar, para depois podermos nos purgar a vontade.


Há muito já tinha chegado a conclusão de que isso não é vida. Antes quando comecei a miar, miava simplesmente aquilo que na minha cabeça, não estava estipulado na dieta, como um salgado oferecido por alguém por exemplo. Agora não. Estar sozinha, ou sem assunto, na falta do que fazer, ou com dinheiro no bolso, já vira motivo para uma mirabolante miada planejada.


Eu realmente ando com medo. Quero muito parar, ando sentindo umas dorzinhas, e lógico que se deve a isso. O cerco esta se fechando cada vez mais, e cada vez que eu vou miar, fico imaginando meus pais atrás da porta escutando. (tanto é que hoje já consigo miar sem ao menos fazer barulho, ou usar os dedos)

Tinha gastro marcado, mais não é que a bendita da médica resolveu ficar doente e operar? Agora sabe lá quando vai marcar novamente. Mais pensando bem, talvez isso seja um sinal, uma chance divina, de eu ainda poder tentar melhorar até lá, ser forte e buscar ficar bem até lá.


Sabe, no mais faço tudo certinho, tenho caminhado religiosamente de manhã, e a noite agora que estou de férias, não como porcariada etc. O que me sabota é o velho pensamento "já que comeu isso, agora termina de foder com tudo mesmo e depois mia" e é bem por aí.

O último post da Anna Yara me fez pensar muito. Acho que também nunca serei uma pessoa normal. Como ela mesmo disse, nunca vou saber ser convidada pra uma festa sem pensar antes nas comidas que vão haver lá, sem pensar num jeito de quem sabe poder miar, nunca também saberei ir a um restaurante com amigos, namorado, e sair de lá rindo comprando um sorvete de quebra e indo passear..
É estranho, porque ao meus olhos, imediatamente que como algo, parece que já dobro de tamanho, e que meu corpo já absorve todas aquelas calorias. Como que nos outros isso não parece acontecer?
Ah amiga, acontece que seu metabolismo já tá ferrado né, dãã. Então, estamos fadadas a viver eternamente assim?


Não sei, não sei de mais nada. Só sei que quero parar com a Mia, e para isso tenho que parar de me auto-sabotar. Parar de colocar calorias desnecessárias na boca, em momentos infortunos, descontar na comida qualquer que seja o motivo. Antes que seja tarde e irreverssível.


Força a todas!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Mudanças


No meu último post, eu realmente não contei tudo que aconteceu e vem acontecendo comigo.


Além daquela correria toda, após a internação da minha mãe, e tudo mais, fato é que engordei de abril pra cá, vergonhosos 3,5 kg.
Algumas podem achar pouco, achar que não faz muita diferença, mais para MIM faz, e muito!
Foi algo absolutamente assustador quando vi aquilo na balança. Não me via com aquele peso, as calças não estavam tãooo apertadas assim, nãos estava (que eu me lembre) com a aparência de quando tinnha esses 3,5 kg a mais.

Surtei e tentei de tudo juro mesmo. A mia tomou conta de mim como nunca, antes eu que só miava nos finais de semana, hoje mio todos os dias, várias vezes.

Você podem pensar, mais sofrimento não? Na verdade eu me acostoumei - ai que mora o perigo - e, mair pra mim, nem é mais tão sacrificante assim, eu simplismente me inclino e sai.
Talvez essa facilidade é que tenha feito com que fosse cada vez mais frequentes esses atos.
Tenho plena consciência de que isso vai ( e está) me fazendo muito mal, mais não consigo mais colocar algo na boa e não miar depois.
Já emagreci 1,5 kg, o que foi espantoso, não acredito qinda que estou com esse peso absurdo, minhas medidas estão as mesmíssimas de antes, e todos os fds eu faço caminhada cedinho, vou a pé pra facul, ou seja me movimento bastante. Espero que emagreça mais essa semana que vem.

Entretando, outra coisa que eu acho que talvez esteja contribuindo para o emagrecimento seja a tal da linhaça. Estou tomando-a e parei com os laxantes (pelo menos isso), preciso regular meu intestino.
E, dia 23 tenho uma consulta com um gastro. Vamos ver no que vai dar. Minha mãe está cada vez mais desconfiada que nunca da mia, e não tem uma vez que eu vou miar que eu não fico com medo de ela estar do outro lado da parede tentando captar algo.. shit.

Bom, além disso tuuuudo, muitas coisas estão mudando na minha vida. No começo do mês fui demitida. Sim, d-e-m-i-t-i-d-a! Mais era o que eu mais queria na vida! Louca? Não. Acontece que não aguentava mais trabalhar naquele ambiente, onde sua opinião não vale um rescunho de papel, onde a consideração por você na condição de empregado é zero, onde o salario é ruim, a motivação é zero, e as chances de cresimento nulas!
Já estava lá há quase dois anos e por isso nem me preocupei, a epresa anda mal as pernas, então bom que fosse demitida antes que aquilo falisse.. HAHA. Pelo menos recebo recisão, fundo de garantia e 5 meses de seguro..

Maaaaaaaaaas, como tudo SÃO flores as vezes pra mim, já consegui um novo emprego. No Banco do Brasil! Yeah! Estágio remunerado (na verdade eles nomeiam de Bolsa Auxilio) já que não assina carteira, e garante até o fim da faculdade.
Ganha-se mais que um salário e vale alimentação, entra ao 12:00 e sai as 17:00 hrs. Good não?
O melhor que vou poder ficar no seguro.. hehe. E depois também, presto a prova e tento passar, nada melhor que trabalhar em banco.. ;)
Hoje já fui lá, e o serviço até que não é difícil, basta eu me acostumar aosistema deles e prestar bastante atenção nas coisas!

Bom girls, era isso que que queria dizer, amanhã faço a minha caminhada matinal, vou tentar comer menos pra consequentemente miar menos né ..


Forças!

sábado, 29 de maio de 2010

OI

Oi Gente. Tô passando só pra dar notícias mesmo. Nas raras horas que tenho entrado na net, leio uns blogs aqui, outros alí. Fato é que ando muito sem tempo mesmo.
Tenho dormido mal, acordando de madrugada, tendo pequenas compulsões, miando, sem contar que vou dormir tarde, acordo cedo..
Ontem na faculdade, um insuportável que tira umas matérias na minha sala, um tipo lá que fala mais que a boca e ninguém gosta dele, fez um comentário totalmente desnecessário quando cheguei á aula: "Se tá cansada heim.." "porque??" "Pela sua cara."
Nem preciso dizer que entrei bufando na aula. Aliás não sei que aula. Ultimamente tenho chegado muito atrasada, to com a matéria toda atrasada, e consequentemente não copio nada, só fico lendo e lendo na aula. A única coisa que tenho prazer.. quero só ver depois nas provas..

Além da falta de tempo habitual, pra compeltar minha mãe foi internada as pressas para operar.
Desde semana passada ela vem sentindo fortes dores abdominais, e já tinha ido umas duas vezes no hospital tomar injeção para a dor. Até que terça, ela foi fazer uma ultrassonografia, e o médico mando interna-la as pressas, por conta da visícula altamente inflamada e cheia de pedras (?) sei lá.. E na terça ela operou. Resultado: Sobrou tudo pra mim! Tinha que fazer janta a noite quando chegava da facul, pra deixar para o almoço (não venho em casa na hora do almoço), tinha que antes da aula, dar uma ajeitada na cozinha, na casa, porque se depender do meu pai e do meu irmão, a louça vai até o teto, a casa vira um defumador (porque meu pai fuma e não abre as janelas) e o restande da casa um chiqueiro.
A sorte que o hospital fica em frente a minha faculdade, então no intervalo dava para eu ir lá visitar minha mãe.
Agora ela tá bem, mais eu ainda to fazendo tudo aqui em casa. Hoje fiz uma faxina daquelas, pra ninguém botar defeito, ainda coloquei roupa pra lavar, lavei os banheiros, tirei pó, varri, passei pano, nossa to um caco! Ainda fui caminha de manhã. (acho que perdi umas kcals pelo menos..)

Por outro lado, a dieta tá um lixo, eu mais ainda, to me sentindo horrível, e queria só ficar dentro de casa. Mas, pelo menos agora to tetando fazer as coisas direito. To tomando chá verde todos os dias, comprei linhaça, to tomando também, comprei vááários produtinhos lights e integrais (tipo pão de forma, margarinha, ricota, leite integral) e se for pra ter compul, que seja com isso (até porque eu AMO, rs)


Abaixo um selinho que a Ana Paula indicou. Sorry gente, vocês sempre me mandam selinhos e eu nunca respondo.. esse vou responder:


1) Indicar 7 blogs.
2) dizer fatos inesperados sobre mim

Bom, não sei como andam vocês blogueiras, mais indico pra quem quiser fazer :)

- Quando eu tinha meus lá 15,16 anos, escondia numa caixa de sapatos toda decorada por mim mesma, revistas, posters e outras coisas de Harry Potter, e Sakura Card Captors (meus personagens favoritos) dentro do guarda-roupa, porque tinha vergonha que fosse coisa de criança. [tenho até hoje as coisas :)]
-Quando comecei a usar sutiã, morria de vergonha dos meninos da minha sala, porque debaixo da blusa nõtinha 'volume', então, não haveria motivo pra sitiã. Até que uma vez coloquei uns enchimentos.. HAHAHA fiquei com mais vergonha ainda. e nunca mais coloquei.
-Quando fiquei menstruada pela primeira vez, não contei pra minha mãe. Fiquei 3 meses mentruando e comprando absorventes por minha conta, até que um dia disse pra ela.
-Quando pequena adorava ir ao supermercado com meus pais, só pra pegar os produtos e trocar de lugar. HAHA se as câmeras viam, não sei, ninguém nunca me xingou.
-Uma vez na praia robei um anel, numa barraquinha hippie.
-eu sempre fui muito infantil e ingenua. Sempre que saia para algum lugar que não queria ir, ou quando estava em casa, ficava me imaginando no lugar das protagonistas de filmes, desenhos, contos de fadas, etc. Acho que era uma maneira de me fechar no meu mundo.
- Gosto de filmes animados. Até hoje.

Ahh gente, se lebrar coloco mais coisas aqui!

beijos, fiquem com Deus!

sábado, 24 de abril de 2010

Sem mais


Sem muitas novidades para contar.

Vi aqui mesmo, mais para dar nótícias, e dizer que sempre estou lendo o blog de vocês, apesar de comentar pouco.

O tempo é curto, e a paciência as vezes também.


Essa rotina me mata, apesar de ser necessária. Ultimamente ando numa ânsia por me libertar de velhos hábitos, me libertar de algumas coisas, tenho sentido uma necessidade de caminhar por mim mesma, ser dona de mim mesma, ter liberdade, entendem?


As vezes queria poder já ser dependente finaceiramente, ter minha própria casa, meu carro, um emprego, mais até lá a caminhada é longa.


Tudo que eu quero mesmo é paz, paz de espírito, paz de coração, quero poder respirar, sentir o vento no rosto, sentir que eu posso.. Mais custa tanto, é tão difícil chegar lá..

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Por Vocês


Hoje sinceramente, pensei em excluir o blog, o orkut fake. Iria fazer outro, para começar do zero de fato, uma vida nova, um novo recomeço (mais um). Mais pensei bem, e achei melhor não.

Nesses quase 3 anos ou mais de blog fiz muitas amizades, amizades que por incrível que pareça duram até hoje, mesmo que apenas virtuamente. Amizades sem precedentes, com uma confição intesa, vários segredos compartilhados, boas risadas, e muitas lágrimas.

Com algumas me correspondo por carta, com outras já conversei por telefone, e vocês não sabe o quão inestimável é a amizade de vocês.

Por isso hoje decidi recomeçar, mais por VOCÊS! Verdadeiras amigas que sempre estão me incentivando, apoiando, e principalmente acreditando.

Não vou mais derramar lágrimas, vou fazer isso por mim, e por vocês!

Amo todas ♥

sábado, 10 de abril de 2010

...

Tentei várias vezes vir aqui para dar nem que seja uma notícia digna.
Mais sabe quando lhe falta força de vontade? Lhe falta ânimo, coragem? Estou assim.

Tenho vivido, e apenas isso. Tinha me proposto para de miar, voltei a cometer alguns deslizes, e minha cabeça anda mais confusa que tudo.
Sinto minha calça social do trabalho mais larga, a calça de ginástica também, e as calças jeans também. Mais a balança me mostra totalmente o contrário. Mostram números absurdos, números que beiram o meu ponto de partida.
Mais afinal o que acontece? A balança está errada? Mal ajustada? Ou o que está mal ajustado é meu cérebro?
Será que ele está aos poucos me afastando do meu ideal, maquinando meus pensamentos, numa luta interna entre o certo e o errado, entre o que é real e o que não é?
Não sei, não sei de mais nada.

Só quero ser feliz, magra, conseguir terminar minha faculdade, arranjar um emprego melhor, crescer cada vez mais profissionalmente, arrumar alguém para ter ao meu lado.. Não quero deixar de fazer as coisas..
mais ao mesmo tempo não quero ficar presa a este corpo, quero poder me libertar, quero poder ser dona de mim mesma..

quinta-feira, 25 de março de 2010

O segredo revelado, ou quase

Estou cada vez mais com nojo de mim, sinto cada vez mais a necessidade de emagrecer. Olhar para meu corpo dói, e ver os números na balança que não abaixam mais ainda.

Eu não miava todos os dias, geralmente só nos finais de semana. Hoje em dia, mio pelo menos uma vez no dia, quando chego da aula. Vou dormir exausta, e acordo com a cara péssima.

Eu achava que estava enganando alguém, achava que conseguia esconder muito bem - até domingo.
Aos poucos devo ter indo relaxando nos cuidados em ser mais reservada, já que possuo um banheiro em meu quarto. Nesse dia, estava miando com a porta do banheiro aberta, e a do quarto encostada. Bem no momento minha mãe pergunta da porta do quarto se estava passando mal. "Não mãe!" "Então você está vomitando!"
Na hora realmente não sabia o que responder, e disse que estava com ânsia e comecei a enrolar perguntando se ela sabia o que era refluxo que eu estava tendo e tal.. "Sei não, você está vomitando e não é de hoje que eu estou percebendo, seu pai também já viu que depois de comer você se tranca no quarto, até seu irmão já escutou, você sabe o nome disso?? É bulimia, depois vamos ter uma conversa séria". (ahhh muito obrigada por me informar!)
Como pude ser tão idiota? Como pude achar que estava escondendo tão bem um fato desses?

Desconversei, lavei a cara, respirei fundo, e desci. Meu pai estava na sala alheio (ou não) a tudo, enrolei um pouco, e decidi que não ia esperar ansiosamente pela tal 'conversa'. Coloquei minha máscara (não pela última vez) e subi para o quarto dela. Puxei qualquer assunto como se nada tivesse acontecido, na maior naturalidade, esperando que ela puxasse o assunto.
Ela puxa, começa a falar, e eu começo a convence-la que andava tendo refluxo depois de comer, (e que tenho mesmo, a comida chega a voltar numa espécie de arroto) e que andava sentindo umas azias. falei muito tranquilamente, rindo, em tom descontraído, dizendo a ela que até parece mesmo que eu ia provocar vômito, e ela me dizendo, "logo você que odeia vomitar", "eu não podia acreditar que a Anna Thin estava entrando nessa", "sempre muito magra".

Lógico, de novo a filha perfeita que faz tudo certo, não pode ter nenhum defeito, não pode errar. Ficamos conversando ela em tom meio preocupado, que por fim pareceu convencer-se, disse que tínhamos que ver isso, marcar um médico e tals. Eu, "ok", aceitei e fui dormir.
Nos dias seguintes, como se nada tivesse acontecido, ainda miei depois da faculdade, mais com mais cautela, e ontem ela me disse que meu pai ia marcar médico.

Se querem saber não estou nem um pouco preocupada, até estava mesmo a fim de ir num médico, mais o meu medo é ele perguntar e descobrir sobre a mia. Afinal, problemas gástricos causados por ela, são iguais aos que pessoas normais sem miar tem..

Sabe, eu sempre tento ver o lado bom das coisas, por pior que pareça. Isso pramim está servindo de lição, e de ajuda pra ver se começo a miar menos, me controlar mais.
Minha mãe já teve depressão, vira e mexe ela tem recaídas, meu pai também, eu não quero mesmo dar mais essa preocupação a eles. Não quero ser motivo de desconfiança, não quero decepciona-los.
Se for preciso esse fds comer algo na frente deles, eu juro, com o coração partido, gritando por dentro, vou fazer um esforço, vou tentar reverter a situação. A desconfiança a partir de agora SEMPRE vai existir, e eu não posso ficar me dando ao luxo de despertá-la..

Deseje-me sorte e forças. quinta féria que vem é feriado aqui, ou seja, dia 01/04 vou para a praia com amigos. NECESSITO de uma dieta e emagrecimento de emergência plis.. Mais dói tanto essa sensação de que vou fracassar.. de novo..

terça-feira, 9 de março de 2010

Até quando?

Sábado a noite saí com meus amigos. Ri bastante, me diverto, bebi um pouco e distraí a cabeça.
Chegando em casa estava com um pouco de fome. Raro sentir isso. Na maioria das vezes o que tenho, é vontade mesmo de comer.
Depois de ter passado o dia praticamente a base de abacaxi, achei que um pouco de Leite quente (Nescau) não faria mal. Esquentei e tomei. BURRA! Na mesma hora a dor bateu na consciência.
Fui para meu quarto e miei quase sem esforço nenhum (geralmente bebidas quentes são muito fáceis para miar).
No dia seguinte minha mãe pergunta se na noite anterior estava passando mal, porque vomitei.
- Lógico que não mãe!
- Mais você vomitou não? Eu escutei..
- Vomitar? Até parece né..
- Então estou ouvindo coisas..

Não é a primeira vez que ela me pergunta se vomitei. Sempre nego, e não sei se ela acredita.
Preciso MESMO parar com essa vida! Não aguento mais essa fraqueza.
Geralmente tenho minhas pequenas compulsões a noite, quando chego de roles, ou da faculdade, e lá vou eu miar. Para dormir exausta, tarde da noite, acordar cansada, trabalhar com um aspecto horrível e ir para a faculdade morta no fim do dia. Isso não é vida!
A Ana Paula disse uma coisa no seu último post que faz muito sentido: É bem melhor passar a dor da fome, o sofrimento, do que miar.
Até porque isso é extremamente ridículo e imbecil não?

Estou sinceramente tentando fazer algo para mudar. Estou tentanto ficar a base de frutas, comendo pequenas porções de 3 em 3 horas, pra ver se esse metabolismo funciona.

Em abril muito provavelmente vou à praia com meus amigos. Por favor, cria vergonha nessa cara né dona Anna Thin!

Beijos a todas! Vamos tentar nos controlar mais!



Retrato
Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:-
Em que espelho ficou perdida A minha face?
Cecília Meireles

sábado, 27 de fevereiro de 2010

E o Futuro?

Ontem no msn, estava conversando com a Ana ( http://ana-inside.blogspot.com/) e ela me passou o link de um blog.
Nesse blog a menina escrevia um post se despedindo, pois após uma consulta médica, foi constatado um nódulo maligno no estômago ( câncer ). E ela só tinha 6 meses de vida.

Nem preciso dizer para todas vocês o turbilhão de coisas que se passaram na minha cabeça.
Vocês conseguem se imaginar nessa situação? Morrer pelas próprias mão? Se matar, aos poucos?
Eu não sinceramente, enquanto lia não sei descrever pra vocês o que senti. Isso afinal, deveria servir de lição, para que nós paremos de nos matar aos poucos - porque é isso que estamos fazendo - em busca de um ideal. E que ideal? Você consegue um motivo plausível pra me dizer o porque de buscar esse ideal?

E mesmo assim, hoje miei 3 vezes. Como disse pra você NÃO vou reclamar. Eu provoco isso, eu tenho consciência disso. Tenho feito ( ou tentado) fazer coisas boas e mesmo assim a porcaria do peso não baixa.
Ando pra caramba, não tomo refrigerantes, nem sucos, não como frituras, nem tão pouco doces, pãe etc. E mesmo assim meu peso não baixa. É de deixar qualquer um louco você não acha?

Tô meio perdida, e ao mesmo tempo tenho que me reencontrar. Afinal a vida não para pra que você ache aquilo que proucura..

Beijos meninas, desculpe o post desconexo..


"Devemos ser a mudança que queremos ver.."

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Não mais irei

Reclamar. Isso mesmo. Do que irá adiantar ficar reclamando?
Pensando em tudo isso pelo que a gente passa cheguei a conclusão que é totalmente inútil, perca de tempo, energia e tudo mais.

Se você tem/teve uma compulsão, comeu o que não devia, reclama de que? Se xinga porque? Se automutila porque? Você não tinha consciência do que fazia? Não foi você que foi lá, pegou aquela comida, colocou na própria boca, mastigou e engoliu?

Então porque reclama?

Então porque não faz o contrário? Não está cansada de reclamar?

Eu sim. E por isso não vou mais faze-lo. Se fiz algo errado vou engolir (literalmente), fazer disso como um castigo e seguir em frente. Só desse jeito que as coisas vão/devem funcionar...
Não sei quanto me peso, há semanas não subo na balança. tenho a terrível sensação de que irá marcar um peso recorde, ou não. Não sei. Tudo está muito confuso. Me vejo cada vez mais gorda. Ao mesmo tempo tomar uma atitude parece inútil.
Mas, ao mesmo tempo estou tão feliz, porque nunca tinha ESTADO tão feliz assim.
Sinto que as pessoas gostam de mim, gostam da minha compahia. Tenho saído, tenho me divertido, e muito, apesar de tudo. E isso em parte me faz tão beem.. Que nada importa nesses momentos..

Sábado vai ser O Dia. Ou meu mundo desanda, fica na mesma, ou gira mais rápido. veremos. Vou me pesar..

Forças meninas. niguém disse que era fácil..

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Nem sei que título postar.
Desde a última postagem, as coisascontinuaram na mesma, em relação aquele assunto. Se quer saber estou realmente de boa, Não adianta mesmo ficar lutando contra o inevitável.

O que quero mesmo é focar no meu objetivo. Essa semana passei por um problemas pessoais (Ana Paula sabe.. ownnn migaa) e eu tenho certeza que engordei. Não sei mais o que fazer, estou realmente cansada de nadar, nadar e nadar e não chegar nunca a lugar algum.

Vai ser mais difícil vir aqui agora, só estou passandopra dar sinal de vida, minhas aulas começaram e a correria tá humilde viu (Y)..

Beeijos meninas!
As novas comento depois!!

domingo, 24 de janeiro de 2010

E a história continua ..


Antes de mais nada, gostaria realmente de agradecer a todos os comentários! Como foi confortante poder ler de vocês suas palavras amigas, foi como um abraço de cada uma!
O post vai ficar longo, já vou avisando.. haha
Bom, na verdade estava sem muito ânimo para vir aqui e contar, relembrar de tudo novamente, mais se não o fizer, os acontecomentos vão se acumulando.. Vamos então pela ordem dos fatos:

Na segunda-feira o L* (vamos chama-lo assim) me chamou no msn. Conversamos muito. Ele começou perguntando se eu havia ficado chateado com ele, (oi?), e eu falei muita coisa, ia postar inclusive a conversa, mais o post ia ficar quilométrico, entonses..
Disse para ele, que fiquei mais chateada de ele não ter vindo falado comigo e dito que não queria mais ficar do qualquer outra coisa, que afinal não somos mais crianças, eu entenderia perfeitamente e podíamos continuar sendo bons amigos..

"- Por isso que ainda to tocando nesse assunto, acho que a gente é adulto e por mim tinha falado com vc desde o início.. mais todo mundo da turma gosta muito de vc..inclusive eu..tava com mais medo de te magoar.. não é pq eu não ligasse pra vc ou coisa assim.."

Eu disse que tentei várias vezes conversar com ele, mais ele nunca me dava abertura, e que agora vai ficar um clima estranho na galera e tal..

" - eu sei que agi errado qto a isso não to nem em condição de te pedir nada.. mais quero que vc saiba que ngm jamais menciou em abrir mão da sua amizade, posso não ter feito o certo mais seria pior se eu fosse fingido com vc.. (oiii????) tava confuso qto ao que fazer.."

Eu disse que era meio difícil eu não ficar magoada etc etc.. que não tinha nada a ver ele vim falar comigoe tals..

" - Eu sei anna Thin, reconheço que minha atitude foi errada mais se fiz o que fiz foi por medo de te magoar e não por não ligar pra vc, se eu soubesse que vc ia pensar isso não tinha agido dessa forma não queria que ficasse nenhum clia ruim entre a gente.."

Essa foi a conversa em resumo, e depois disso falamos mais qualquer coisa. Essa semana que se seguiu não vi ninguém da turma, e tava esperando ansiosa pelo momento de poder sair com eles novamente e ver o que ia acontecer.
A M* (vamos chamar ELA assim) depois disso puxou conversa uma vez só comigo no msn, fui meio sec com ela e mais nada.
Ontem o L* me chamou no msn, e perguntou se eu ia num churrasco com eles.. Quando vi ele me chamando nem acreditei. Disse que sim e fomos.
Estava pensando em agir normalmente não dar muita conversa pros dois e ficar com o resto da turma rindo.. estava indo muito bem, até que, se vocês acham assim como eu que eles teriam um pouco de consideração estavam enganados.. Ficaram lá no maior agarramento, depois de certo momento.. nem preciso dizer né, lógico que eu fiquei impacientíssima, e um dos meninos quis vir embora logo e eu vim junto.
A noite me chamaram para sair, eu nçao ia, mais pensei comigo "vai sim, se não vai ser muita infatilidade" e fui.
Nós chagamos na porta do Pub onde íamos e estava o L* mais um amigo, eu e outro amigo. Ficamos lá de boa conversando, ELE fica sem jeito de falar comigo, mais eu estava mais a vontade naquela hora e ficamos lá rindo. Até que chega a M* e a prima.. Tipo, o L* ficou na dele sabe, tava lácontinuou conversando com os meninos, mais em determinado momento ELA quem puxa ele e a sessão agarra começa. Humpt, Esperava mais dela do que dele sinceramente, mais to começando a achar que ela está adorandoa situação.. e que sempre teve uma queda por ele..
Depois dessa semana ela nem veio mais falar comigo, um dos outros amigos mais chegado, me disse que ela não ia falar comigo não, a respeito do relacionamento dos dois, naquele sábado , e queria que ele viesse falar comigo.. a pelamordedeus..

Só sei que eu to cansada, e ficar vendo eles ali não está me agradando nem um pouco. Hoje tem filme na casa de um dos meninos (toda semana a gente vai lá assistir lançamentos que ele baixa), mais sinceramente? Só a gente lá, eu não vou não..
Enquanto eu não estava vendo nem sabendo de nada, estava bem sabe, porque pra completar eu engordei 2 kg com essas festas de fim de ano.
Mais comecei na quarta-feira a dieta da beyoncé (fiz de qualquer jeito não segui muito a risca não) e no sábado me pesei, adivinhem? Em menos de 3 dias perdi 2 quilos! Quando que podia imaginar isso!

Não vejo a hora de chegar amanhã e começa-la novamente, Minhas aulas começam dia 1º, e quero voltar pra faculdade MAGRA, sabem, magra?!

Barbie ♥ não se 'apoquente' HAHA, vamos começa-la juntas se quizer e vamos secar! Eu acredito em você! te adoro!
Bom, para as que tiveram paciência, meu muito obrigado, significa demais para mim.. Vamos ver como se segue os próximos capítulos..

Beijos e se cuidem!

domingo, 17 de janeiro de 2010

Viva a Vida!

Novamente vou começar o post com pedidos de desculpas, pela ausência. Por várias vezes tentei vir aqui, mais não conseguia.
fato é que tenho vivido. Isso mesmo vivido.
Desde o final do ano passado, tenho saído com um grupo de amigos novos. Grupo esse composto por 5 meninos eu e mais uma menina. Nós fazemos de tudo. Todo fim-de-semana saímos, vamos para festas, barzinhos, e durante o dia vamos ao parque, kart, etc, etc. Memso durante a semana, sempre estamos indo na casa de um dos meninos assistir filme.
Está (estava, mais abaixo conto o porque) sendo muito bom. Nunca tinha sentindo essa sensação, essa alegria de viver. Nunca tinha sido tão disponível a convites, sempre que me chamavam para algo (o que era raro) recusava. Sempre que havia um programa, pensava 34873957357 de vezes antes de sair.

Hoje não, meu msn, tel todo final de semana toca, várias pessoas vem me chamar para as coisas, como se estar assim, viver assim, tivesse atraíndo as pessoas para mim.

Quando estou com eles esqueço esse universo anna/mia e como é bom! (lógico não como as coisas que eles comem) mais me permito usar roupas que normalmente não usaria (e descobri que como tenho roupas!) Me permito ficar de biquini na frente dos meninos, me permito ir à piscina. Isso tem me feito muito bem.

Até a pouco tempo atrás. desculpem estar falando nisso, mais preciso realmente desabafar, no momento não tenho nenhuma amiga com quem possa estar falando..
Duas semanas antes do reveillon, numa festa eu fiquei com um dos meninos do grupo. Foi ótimo e na semana que se seguiu ficamos quase todos os dias. Ele vinha aqui no portão de casa, empre me chamava no msn.
Do NADA, ele não falava mais direito comigo, não me proucurava, e quando eu proucurava ele, fala de qlq jeito e não me dava abertura pra nada.
Fiquei totalmente sem saber o que fazer, não queria cobrar nada dele, afinal estavamos ficando, não queria parecer pressão.
As coisas foram indo, no Reveillon ele foi para o RJ, não me disse nada, voltou e as coisas ficaram desse jeito. Continuamos saíndo juntos, ele falava comigo normalmente e mais nada.
De uns tempos pra cá, percebi que ele andava digamos muito 'amável' com essa menina que saí com a gente. da parte dela nunca vi nada. mais eu percebia.
O outros percebiam, e ontem vieram me falar no msn, eu eu estava vendo algo.
Ontem, saímos e ela, veio me perguntar se eu estava reparando em algo, e me disse que ficou com ele. Disse que as coisas tomaram um rumo e acabou acontecendo, mais que ela não estava nem um pouco confortável com a situação, e que ia respeitar o que eu fizesse ou dissesse.

Mais o que se dizer e se fazer numa situação dessas?! Eu falei pra ela, que não tinha o direito de cobrar nada, mais que não achava que ela fosse ficar com ele tão agora (se fosse eu não ficaria, era uma espécia de pacto que sempre tive com outra amiga nessas situações).
Falei que não sabia como ia ser daqui pra frente e que ela não gostaria que eu ficasse com o ex dela (faz 4 meses que terminaram), e ela concordou.
Conversamos, ela me disse que queria falar comigo antes de mais nada e que o dito cujo tbm ia vir falar comigo. Eu ri na cara dela e disse " -Se acha mesmo? Não vai nada, se nem a dec~encia de vir falar comigo que ele não queria mais ficar ele teve, se acha que agora ele vai vir falar comigo pra dar qualquer tipo de explicação??"
Segundo ela, eles conversaram e ela disse que ele ia sim falar comigo, duvido.

Mais agora olha que situação! Como que ue vou sair com eles e ficar presenciando os dois? E se eu não sair com eles, lógico que vai parecer ciúminho juvenil, criancice..
Não sei realmente o que fazer. Eu estava mesmo gostando dele, é muito difícil aparecer uma pessoas na minha vida, muito mesmo, por mais que os outros digam o quantosou legal, inteligente, bonita.. e quando aparece isso! E agora? Não vai ser mais a mesma coisa com ela, muito menos com ele, e a turma?
Não sei mesmo. Chorei ontem, por ser tão idiota, por ser tão boba, talvez isso sirva de lição, pra largar mão de ser boazinha, a que quer agradar a todos. Isso de fato não funciona, nunca funcionou comigo.

desculpem o Post, precisava desabafar mesmo. Não tenho com quem faze-lo no momento. O buraco no peito não me deixa.

;*